CTAlmada
HOME
Produções Estrangeiras
Produções Portuguesas
Exposições
Colóquios
Actos complementares
Música

VÁLKA MEZI ROZMARYNEM A MAJORÁNKOU
de António José da Silva | TEATRO
com o apoio da Embaixada Checa em Lisboa

MESTSKE DIVADLO ZLÍN
ENCENAÇÃO DE JORGE LISTOPAD
REPÚBLICA CHECA

PRODUÇÕES ESTRANGEIRAS


VÁLKA MEZI ROZMARYNEM A MAJORÁNKOU
VÁLKA MEZI ROZMARYNEM A MAJORÁNKOU

VÁLKA MEZI ROZMARYNEM A MAJORÁNKOU
VÁLKA MEZI ROZMARYNEM A MAJORÁNKOU

VÁLKA MEZI ROZMARYNEM A MAJORÁNKOU
VÁLKA MEZI ROZMARYNEM A MAJORÁNKOU

Voltar atrás...


A famosa peça de António José da Silva, o Judeu, não merece ser conhecida apenas pelo seu público natural (isto é, o português). Por isso foi levada, pela primeira vez na íntegra, noutra língua, para fora do seu território. Foi montada em checo, com actores, músicos e bonecreiros checos, para o prazer de milhares de pessoas desse país, onde se encontra em cena desde Junho passado. O público do Festival de Almada assistirá às Guerras de Alecrim e de Manjerona tal qual como esta peça foi produzida a mais de 3.000 quilómetros de distância.
As diferenças naturais que surgirão do ponto de vista artístico e cenográfico devem-se exactamente à possibilidade de transformar a peça de António José da Silva numa matéria teatral extraordinária em qualquer parte do Mundo.
Jorge Listopad

ANTÓNIO JOSÉ DA SILVA
António José da Silva, o Judeu, um dos mais representativos autores dramáticos portugueses, viveu na primeira metade do séc. XVIII, sendo-lhe geralmente atribuídas oito óperas joco-sérias. São elas: Vida de D. Quixote de la Mancha e do Gordo Sancho Pança; Esopaida, ou Vida de Esopo; Os encantos de Medeia; Anfitrião, ou Jupiter, e Alcmena; Labirinto de Creta; Guerras de Alecrim, e Mangerona; Variedades de Proteo; Precipício de Faetonte. São-lhe ainda atribuídas uma Glosa ao soneto de Camões “Alma minha gentil, que te partiste”, na morte da infanta D. Francisca, bem como as Obras do Diabinho da Mão Furada.
Em 1737 foi preso pela Santa Inquisição, juntamente com a sua mãe e esposa (Leonor de Carvalho, que era sua prima e também judia). Foi torturado e descobriu-se que tinha sido circuncisado. Uma escrava negra testemunhou que o dramaturgo observava o Sabbat.

Intérpretes Gustav ?ezníćek, Radovan Král, Milan Hloušek, Ivan ?ehák, Tereza Matasyo, Tamara Komínková, Petra H?ebíćková, Jana Tomećková e Jan Leflík
Marionetistas Václav Hanzl (artista convidado) e Petr Hubík (artista convidado)
Tradução Anna de Almeida
Colaboração linguística Vladimír Fekar e Jorge Listopad
Assistente de encenação Vladimír Fekar
Cenografia Jaroslav ćermák
Guarda-Roupa Dagmar B?ezinová
Marionetas TomᚠVolkmer
Música Antonio Teixeira
Direcção Musical Richard Dvo?ák
Colaboração coreográfica Markéta Janíková
Interpretação musical Petr Kova?ik (flauta), Miroslav K?ivanek (violino), Richard Dvo?ák (espineta)

Luz Otakar Hofr
Som Martin Hartig
Direcção de Cena Petr Lukáš
Acompanhamento de texto Sárka Machová


22h00 Terça 11

Língua checo (legendado em português)
Duração 2h30 (com intervalo)


(GUERRAS DE ALECRIM E DE MANJERONA)


BILHETEIRA

Imprimir   Imprimir