BE NORMAL!
Be normal! é representativo dos males que enfrenta a geração daqueles que neste momento se encontram na casa dos 30, tanto em Itália como em Portugal: uma precariedade que não raramente resulta em emigração, bem como na pressão da sociedade para que estes (ainda?) jovens se “estabeleçam” (casa, família, filhos...) sem que lhes sejam dadas as condições mínimas para o dito “estabelecimento”. Serão os jovens italianos demasiado dependentes das suas mamma ou será a actual forma de organização económica que é contrária, por exemplo, à renovação de gerações no mercado laboral, relegando os jovens licenciados para o desemprego? No que toca ao teatro, quantos jovens artistas não ouviram já, quando dizem no que trabalham: “Sim, mas qual é a tua profissão?”. Não é por acaso que as duas personagens de Be normal! abrem o espectáculo com os olhos postos nas estrelas: “Estás a vê-la, à Ursa Maior?”.

O Sotterraneo é um colectivo de pesquisa teatral formado no Outono de 2004, tendo apresentado os seus espectáculos nos principais teatros e festivais italianos e obtido os seguintes prémios: Ubu Speciale (2009), Hystrio Castel dei Mondi (2010), Silver Laurel Wreath Award do Festival MESS de Sarajevo (2011), Eolo Award para Melhor Revelação (2012) e o Prémio do Festival BE de Birmingham (2012).
_____________________________________________

ENGLISH VERSION

In Italy (and in Portugal – and in Southern Europe, in general) the unemployment amongst young citizens is a major problem. A large number of youngsters had to immigrate due to the economical crisis. However, European society laughs on the Italian young adults that don’t go away from their mothers to start a life – even if they can’t find a job.



Sotterraneo

Apoio: Instituto Italiano de Cultura