Morte de um caixeiro-viajante (Já em ensaios)
A próxima produção da CTA, que estreia a 13 de Abril, tem texto de Arthur Miller e encenação de Carlos Pimenta.

Começaram em Fevereiro os ensaios de mesa da próxima produção da Companhia de Teatro de Almada. Escrita em 1949, Morte de um caixeiro-viajante viria a receber o Prémio Pulitzer e o New York Drama Critics Award e consagrou definitivamente Arthur Miller como dramaturgo. O texto foi alvo de duas adaptações para cinema – uma logo em 1951, dirigida por László Benedek, com Fredric March no protagonista; e outra em 1985, dirigida por Volker Schlöndorff, com Dustin Hoffman no papel de William Loman, “Willy”. Morte de um caixeiro-viajante mostra a desconstrução do sonho burguês norte-americano. A derrocada de uma vida fundamentada na ilusão do sucesso, numa sociedade em rápida transformação.
Carlos Pimenta dirige este espectáculo depois de já ter encenado para a Companhia de Teatro de Almada Variações à beira de um lago, de David Mamet, em 2008, e Dois Homens, de José Maria Vieira Mendes, em 2009. O elenco é constituído por Ivo Alexandre (Willy), Lígia Roque (Linda), Tiago Sarmento (Biff), Diogo Branco (Happy), Beatriz Godinho, Diogo Freitas, João Farraia, João Tempera, Luís Gaspar, Pedro Walter e Sofia Marques. O espectáculo vai estar em cena de 13 de Abril a 6 de Maio na Sala Principal do Teatro Municipal Joaquim Benite. Para mais informações aqui.



in CTA 24 Fev 2018




Copyright © CTAlmada 2018 todos os direitos reservados -- website by JF