DO OUTRO LADO DO CAMINHO
CIGANOS DO ALTO ALENTEJO

exposição de Adalrich Malzbender


O interesse de Adalrich Malzbender pelo povo cigano começou há mais de 30 anos: no primeiro dia do ano de 1985, observou como algumas famílias ciganas, acampadas numa quinta abandonada perto de Tolosa, no Alto Alentejo, festejavam alegremente o Ano Novo com bebidas e comidas. Pediu-lhes licença para as fotografar e prometeu-lhes que, quando regressasse a Portugal no ano seguinte, lhes traria as imagens. Assim o fez durante 25 anos, estabelecendo deste modo contacto com várias famílias ciganas do Alto Alentejo. O artista pratica exclusivamente a fotografia analógica, revelada por ele próprio e sem intervenção digital.

Adalrich Malzbender realizou exposições individuais na Alemanha, em Espanha e em Portugal (Câmara Municipal de Évora; Museu Municipal de Fotografia, Elvas; Palácio de Cristal, Porto; Casa do Alentejo, Lisboa; Museu da Tapeçaria, Portalegre; Mosteiro de Alcobaça). Em 2012 participou na exposição colectiva Ciganos entre amigos na Universidade de Brasília. Em 1993 foi publicado Alentejo (ed. Quetzal) com textos de Clara Pinto Correia. Em 1995 editou Olhares ciganos (ed. Gráfica Hache), catálogo da exposição colectiva com o fotógrafo espanhol Jesús Salinas no Museo Municipal de Cáceres.




14 JANEIRO a 26 MARÇO, 2017
Qui a Sáb das 19h às 21h30 | Dom das 15h às 19h30 | Em dias de espectáculo a galeria está aberta a partir das 19h00

GALERIA| M/6

F O T O G R A F I A


Copyright © CTAlmada 2017 todos os direitos reservados -- website by JF