actos complementares

O SENTIDO DOS MESTRES

 

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

APRENDER A ESQUECER

Três encontros terapêuticos com Ricardo Pais para gente mais ou menos de Teatro

 

O sentido dos mestres um programa de formação contínua que promove o contacto com importantes criadores do meio teatral português e estrangeiro. Depois de, nos anos anteriores, ter sido protagonizado pelo actor e encenador português L uis Miguel C intra e pelo encenador alemão Peter S tein, o Festival de Almada convida este ano Ricardo Pais para ser o responsável pelas sessões de trabalho que decorrem na C asa da C erca, em Almada. A iniciativa conta, mais uma vez, com o apoio da S hare Foundation e expõe a visão do encenador acerca da prática teatral, dos modelos de gestão cultural e da relação que se estabelece entre a música e a dramaturgia. Para estas sessões, Ricardo Pais – cuja acção foi decisiva no contexto da renovação do teatro português – convidará ainda artistas e/ou agentes culturais que com ele se têm cruzado ao longo da sua carreira.



QUA 13 > 15:00 Dirigir actores e intérpretes, obsessivamente
QUI 14 > 15:00 Fazer ouvir o teatro, dar a ver a música
SEX 15 > 15:00 A encenação como exemplo de gestão
ALMADA
CASA DA CERCA
CENTRO DE ARTE CONTEMPORÂNEA


Ricardo Pais (n. 1945) frequentou, entre 1968 e 1971, o curso superior de Encenação do Drama Centre London, onde obteve o Director’s Course Diploma. Foi professor da Escola Superior de Cinema de Lisboa (1975-83) e da Escola das Artes da Universidade Católica do Porto. Foi coordenador do projecto Área Urbana – Núcleo de Acção Cultural de Viseu, director do Teatro Nacional D. Maria II (1989-90) e comissário-geral para Coimbra – Capital do Teatro (1992-93). Foi director do TNSJ entre 1996 e 2009, com um interregno de dois anos. Nessa condição, dirigiu o festival PoNTI nas edições de 1997, 1999 e 2004. Entre 2008 e 2009, foi membro do Conselho de Administração da União dos Teatros da Europa. Do seu percurso de encenador fazem parte mais de 50 espectáculos teatrais e criações cénicas, nos quais cruzou livremente a literatura, o canto, a electrónica, a dança, o teatro radiofónico, as projecções vídeo, a magia, o b-boying e a performance art. Dos seus espectáculos destaquem-se os seguintes: Fausto. Fernando. Fragmentos, a partir de Fernando Pessoa (1989); As lições, de Eugène Ionesco (1998); Castro, de António Ferreira (2003); UBUs, de Alfred Jarry (2005); D. João, de Molière (2006); Turismo infinito, a partir de Fernando Pessoa (2007); O mercador de Veneza, de Shakespeare (2008); e al mada nada, a partir de Almada Negreiros (2014). Muitos deles foram apresentados em importantes palcos internacionais (nomeadamente de Espanha, França, Itália, Alemanha, Brasil e Rússia), sendo vistos por dezenas de milhares de espectadores.

OS INTERESSADOS EM PARTICIPAR NO CURSO DEVERÃO ENVIAR O CURRICULUM VITAE E UMA CARTA DE MOTIVAÇÃO PARA GERAL@CTALMADA.PT. A INSCRIÇÃO TEM UM VALOR DE 60€ (30€ SE OS PARTICIPANTES FOREM ASSINANTES DO FESTIVAL DE ALMADA).